Liberation lança novo álbum do JINJER “Wallflowers” em versão nacional
Postado em 15 de July de 2021 @ 11:09 am | 22 views



JINJER – Wallflowers

01.”Call Me a Symbol” 04:20
02.”Colossus” 03:36
03.”Vortex” 04:02
04.”Disclosure!” 03:47
05.”Copycat” 04:23
06.”Pearls and Swine” 05:20
07.”Sleep of the Righteous” 04:32
08.”Wallflower” 04:17
09.”Dead Hands Feel No Pain” 04:09
10.”As I Boil Ice” 04:21
11.”Mediator” 04:29

 

 

 

Em parceria com a Napalm Records, da Áustria, a Liberation tem a satisfação de anunciar a edição nacional do esperado novo álbum da mais explosiva banda do metal moderno mundial: JINJER “Wallflowers”. O lançamento, que marca o retorno das atividades da Lib como gravadora, terá uma prensagem limitada com slipcase e está programado para sair no dia em que o disco chegará às lojas nos Estados Unidos e Europa, 27/08.

Através de seu incessante trabalho, turnês ininterruptas e lançamentos aclamados pela crítica e na lista dos mais vendidos, garantindo-lhes mais de 250 milhões de streams/visualizações entre plataformas – o JINJER é indiscutivelmente uma das mais incríveis e explosivas bandas de metal moderno na ativa hoje em dia. A banda tornou-se um símbolo de fazer as coisas à sua própria maneira e de quebrar todas as regras do manual do heavy metal, o que é intensamente evidente em Wallflowers, seu esperadíssimo quarto álbum em estúdio e sequência do pioneiro Macro.

O novo álbum apresenta não somente um próximo passo metódico e premeditado na já imponente carreira da banda, mas, além disso, também reflete as adversidades pessoais que enfrentaram devido aos eventos mundiais do último ano. Wallflowers não é apenas um avanço da sonoridade metal progressiva, com trechos groove, que todos os fãs do JINJER anseiam, mas também uma panela de pressão sônica de habilidade técnica, fúria emocional e uma trilha sonora intensa condizente com a situação angustiante do mundo hoje. Originário da conflituosa região ucraniana de Donetsk, mas agora baseado em Kiev, o JINJER realmente não mede as palavras – ou riffs – em Wallflowers. Sua excepcional precisão ao aliar metal moderno a uma atitude feroz conquistou-lhe uma base de fãs leais e reconhecimento massivo da crítica, tornando o JINJER uma das bandas mais comentadas hoje, com muitos shows esgotados ao redor do mundo. Com quase todos os lançamentos anteriores do JINJER compostos entre vans, camarins e turnês constantes, Wallflowers é uma continuação de seu predecessor, Macro, mas desta vez com menos distrações e mais tempo para se concentrar na composição das músicas.

Uma vez mais produzido em conjunto com o amigo de longa data e mente criadora Max Morton, Wallflowers é alimentado pela pressão e frustração da vida real e incorpora um tema central, que o JINJER aborda sob múltiplas perspectivas, inclusive sua própria. Esses são assuntos que são frequentemente silenciados na sociedade, especialmente em tempos de crises coletiva e individual – desde a antítese de expectativas, ideologias e auto-determinação, à pressão pessoal do auto descobrimento, obtendo a energia e a coragem de se auto-afirmar, gritar e enfrentar a realidade sufocante. De uma faixa avassaladora e movida por uma batida blast, como “Colossus”, passando por um clima grunge dos anos 90, em “Disclosure!”, por um dinamismo resplandecente, em “Mediator”, à escura e sombria viagem psicodélica de “Wallflower” e à sensação impressionante de urgência em faixas como “Vortex”e “As I Boil Ice”- o peso desenfreado e a personalidade de Wallflowers certamente surpreenderão os fãs dedicados e também trarão à banda novos seguidores. O álbum certamente acrescenta destaque à já amplamente exaltada discografia do JINJER, assim como um novo padrão de criatividade ao heavy metal moderno como um todo.

 
 

 

 

 

LIBERATION MC - Official Website - All Rights Reserved 2021
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com